Connect with us

Geral

Primeiro Homem a receber transplante inédito de coração de porco morre nos EUA

Published

on

David Bennett, de 57 anos, primeiro homem a receber em um transplante um coração de porco geneticamente modificado, morreu nesta terça-feira (9). A cirurgia havia sido feita em janeiro deste ano, no Centro Médico da Universidade de Maryland, em Baltimore, nos Estados Unidos.

À época, a Agência de Alimentos e Medicamentos (FDA) americana, similar à Anvisa no Brasil, concedeu uma autorização de emergência para a cirurgia na véspera de Ano Novo — uma última chance para um paciente que não estava apto para um transplante convencional.

Segundo informações do jornal The New York Times, não ficou claro se o corpo de Bennett rejeitou o órgão. Funcionários do hospital disseram que não poderiam comentar mais a causa da morte porque os médicos ainda não haviam realizado um exame completo. Eles planejam publicar os resultados em uma revista médica revisada por pares.

Bennett tinha uma doença cardíaca grave e concordou em receber o coração de porco experimental após ser rejeitado em várias listas de espera para receber um coração humano — a decisão costuma ser tomada quando o paciente está com a saúde muito debilitada.