Connect with us

Política

PDT ENVIA REPRESENTAÇÃO AO STF CONTRA DADOS SIGILOSOS DO GOVERNO

Published

on

O PDT enviou uma representação ao Supremo Tribunal Federal (STF) em que pede que o governo seja obrigado a revelar dados de visitas de pastores ao Palácio do Planalto.

O governo, alegando questão de segurança, se negou a fornecer informações solicitadas por jornalistas sobre as idas dos pastores Gilmar Santos e Arilton Moura à sede do Executivo federal.

Santos e Moura estão no centro das denúncias de repasses irregulares de verbas do Ministério da Educação. A crise começou com a revelação de um áudio do então ministro da Educação Milton Ribeiro.

Em uma reunião com prefeitos, Ribeiro disse que repassava o dinheiro público para municípios apontados pelos pastores. Ribeiro disse ainda que fazia isso a pedido do presidente Jair Bolsonaro.

Depois, apesar do áudio, ele negou que favorecesse os pastores e que Bolsonaro tivesse feito essa solicitação.

O episódio gerou uma série de denúncias de prefeitos, que foram a público para contar que recebiam pedido de propina dos dois pastores em troca de verbas do MEC. Segundo os prefeitos, os pastores pediam até ouro.

Na representação ao STF, o PDT escreveu que o sigilo do governo com relação às idas dos pastores ao Planalto revela a “existência de algo obsceno, que está por trás da cena”.