Connect with us

Mundo

COVID-19: CHINA TEM NOVOS LOCKDOWNS SEVEROS

Published

on

Enquanto o mundo tem flexibilizado cada vez mais os protocolos de prevenção da Covid, muito por conta da queda no número de casos, a China voltou a enfrentar lockdowns.

Xangai, uma megacidade com 25 milhões de habitantes, resolveu adotar regras rigorosas de isolamento, e os alto-falantes instalados num drone quebram o silêncio na maior cidade chinesa.

As mensagens são para que a população obedeça rigorosamente a todos os protocolos do governo municipal, controlem o desejo de liberdade e não abram portas e janelas.

E uma outra mensagem, uma mulher solicita no megafone que os casais durmam em camas separadas, se alimentem respeitando distanciamento e evitem contato físico. Nem animais domésticos podem sair.

Para se ter ideia do novo crescimento de Covid em Xangai, na semana passada, a média de contaminação foi 17 mil casos por dia.  Para especialistas, entre os motivos para nova alta de casos no país está o baixo índice de idosos com o esquema vacinal: apenas 48% da população acima de 70 anos e somente 20% entre o público acima de 80 anos.

Além disso, cientistas alertam que o uso das vacinas CoronaVac e Sinopharm para doses de reforço explicar a ineficiência no controle da variante ômicron. As duas são de vírus inativado, com eficácia muito mais baixa nos idosos quando comparadas aos outros tipos de vacinas.