Connect with us

Cidade

OPERAÇÃO NO IGES: IBANEIS AFIRMA NÃO ACEITAR CORRUPÇÃO NO GOVERNO

Published

on

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) deflagrou, nesta quarta-feira (16), uma operação que investiga superfaturamento em um contrato de informática, no valor de R$ 33 milhões, firmado com o Instituto de Gestão Estratégica em Saúde (Iges), em 2019. Os investigadores cumpriram mandados de busca e apreensão na Secretaria de Saúde.

Ao todo, foram 14 ordens judiciais cumpridas na capital e em Goiás. A suspeita é de que os contratos foram firmados sem detalhamento e descrição dos itens e serviços adquiridos.

Os promotores investigam até danos materiais à unidades de saúde administradas pelo Iges. A operação identificou que os alvos são funcionários públicos e empresas de informática.

Questionado sobre a operação do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) o governador Ibaneis Rocha (MDB) avaliou de forma positiva a ação da promotoria e, em caso de comprovação de crime de corrupção, espera que haja punição.

Ibaneis ressaltou que não aceita corrupção e aguarda o fim das investigações do MPDFT.