Connect with us

Cidade

Mais 2,5 mil aprendizes vão ajudar a reformar seis regiões administrativas

Published

on

Fonte: Agência Brasília

Mais qualificação profissional, inclusão no mercado de trabalho e, de quebra, a reforma de equipamentos públicos. O ciclo produtivo promovido pelo programa Renova-DF ganha mais um capítulo nesta sexta-feira (10) com a formatura de cerca 800 alunos, que atuaram na recuperação de praças, parques, calçadas, quadras poliesportivas, estacionamentos e outros espaços em Ceilândia e Samambaia.

A primeira turma do Renova-DF recebeu os certificados do programa no Ginásio do Sesi, em Taguatinga, das mãos do governador Ibaneis Rocha, que anunciou na ocasião o ingresso de mais 2,5 mil novos aprendizes.

Foram pouco mais de três meses de ensinamento e execução de serviços em espaços públicos. Nesse período, o programa recuperou 92 equipamentos, desde parquinhos infantis até o estádio Rorizão, em Samambaia, além da movimentada Feira Central de Ceilândia.

Além dos formandos – entre brasileiros e estrangeiros -, a Secretaria de Trabalho vai convocar mais 2,5 mil alunos até o fim do ano. As novas turmas serão distribuídas em seis cidades. Ceilândia, novamente, terá a oportunidade de contar com o “exercício prático” dos aprendizes do Renova-DF. Outras duas regiões administrativas também já estão definidas: São Sebastião e Arniqueira. As outras serão divulgadas posteriormente.

Durante a cerimônia de certificação, o governador Ibaneis Rocha exaltou o objetivo do programa, que ganha destaque ao capacitar profissionais, facilitar o ingresso no mercado de trabalho e, ao mesmo tempo, reformar espaços públicos.

“Não adianta fazer programa de inserção profissional se não tiver visão de futuro. Estamos em um momento de retomada da nossa economia e é o setor da construção civil que vai contratar os alunos que fizeram parte do programa”, avaliou. “Esse programa é um programa duradouro e fecha todas as pontas. Traz o lado social, do emprego e da formação profissional, que é eterna. Ninguém tira mais isso de vocês”, acrescentou Ibaneis, ao mencionar também que muitas mulheres foram capacitadas em atividades majoritariamente exercidas por homens.

Para o secretário do Trabalho, Thales Mendes, o Renova-DF além de embelezar as cidades, é um projeto social. “Ele é uma transformação de vidas, capacita pessoas e já temos empresas que querem contratar esses alunos, dando continuidade ao projeto e movimentando o mercado de trabalho, que tem a demanda por esses profissionais”.

Uma das formandas na primeira turma do programa é Nathália Souza, de 27 anos, que recebeu o certificado em jardinagem, comemorou: “Vi a oportunidade. Tinha várias categorias, e uma delas era jardinagem. Um curso maravilhoso, aprendi bastante coisa. Saio com uma profissão nova e acredito que vai abrir muitas oportunidades, inclusive atividades em casa”.